Estabelecimento de um protocolo de transformação genética e regeneração de feijão nhemba (Vigna unguiculata l. Walp)

Iris M. M. Victorino, Ana Lúcia R. Pinto-Sintra

Resumo


O feijão nhemba (Vigna unguiculata) é uma leguminosa que constitui a base da alimentação em muitos países subdesenvolvidos e particularmente em Moçambique. Entretanto, este apresenta baixa produtividade devido essencialmente à susceptibilidade a factores abióticos e pragas e, por isso, merece especial atenção, do ponto de vista de melhoramento da cultura em si. O presente trabalho descreve a primeira tentativa de estabelecer um protocolo de transferência de genes e regeneração de plantas eficiente para uma variedade local moçambicana de feijão nhemba, mediado pelo Agrobacterium tumefaciens. Foram inicialmente testados 36 meios de cultura com diferentes concentrações de fitorreguladores de modo a avaliar a resposta à morfogénese dos explantes utilizados (hipocótilos, epicótilos, discos foliares e sementes). De forma a estudar e implementar um protocolo de transferência de genes, utilizou-se como gene repórter o gene gus da β-glucuronidase e como marcador de selecção o gene nptII tendo-se verificado uma baixa infectividade e/ou uma baixa competência para a transferência de genes mediada pelo Agrobacterium por parte dos vários tipos de explante utilizados, materializada pela quase total ausência de marcação histoquímica do gus. Assim sendo, é recomendado que se explore um maior número de parâmetros envolvidos no processo de co-cultura de forma a conseguir níveis mais elevados de transferência de genes e regeneração neste genótipo.


Texto Completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .